• Endereço: Estr. Mun. Joâo Moreira, 100 - Barreiro, Capela do Alto
  • Atendimento 24h

Tratamento Voluntário para Dependentes Químicos e Alcoólatras

Tratamento Voluntário para Dependentes Químicos e Alcoólatras

Clínica de Recuperação com

Tratamento Voluntário para Dependentes Químicos e Alcoólatras

Este tipo de tratamento se dá quando o dependente químico de drogas ou álcool aceita o tratamento e solicita ajuda para familiares e amigos.
Quando o dependente químico solicita ajuda, teoricamente entende-se que o inicio do tratamento se inicia. No entanto se faz necessário a intervenção e ajuda do CENTRO DE TRATAMENTO PARA DEPENDENTES QUÍMICOS SAÚDE PREMIUM, onde profissionais da área da saúde realizam o tratamento de forma eficaz para o alcance do sucesso no tratamento através de protocolos de atendimento para cada profissional. Importante neste momento do tratamento é que a família do paciente possa estar em sintonia com a clinica e desta maneira formar um tripé entre paciente, clínica e família.

Esta dinâmica de envolvimento das partes envolvidas dará maior sustentação ao tratamento e consequentemente maior evolução do quadro do paciente.

O trabalho multidisciplinar, como atendimento psicológico, terapêutico ocupacional, terapêutico holístico, médico, psiquiátrico, acompanhamento com enfermagem, exercícios físicos, e todas as ferramentas que possam ser utilizadas por estes profissionais são fundamentais para a evolução do quadro emocional do paciente.

Diferencias terapêuticos como EFT (emotional, freedom techineques), ajudam ainda mais a diminuir sintomas provenientes do uso e abuso de drogas e até mesmo proporcionar a diminuição das medicações, que muitas vezes quando usadas dificultam o trabalho terapêutico da equipe junto ao paciente.

Meditação, leitura, Ioga, práticas esportivas, pilates, acupuntura, ortoterapia, discussões terapêuticas mediadas por profissionais, acolhimento e atendimento humanizado, também nos diferenciam das demais instituições no tratamento para dependência química do álcool e de drogas e também de comorbidades associadas ao uso e abuso destas substâncias psicoativas.

Ser voluntário não significa adesão inicial ao tratamento, por isso é importante a mediação técnica de uma equipe qualificada e capacitada para interpretar a dinâmica de pensamento e consequentemente do comportamento do paciente e com isso trabalhar as distorções de pensamentos, provenientes do uso e abuso de drogas e do álcool, trabalhar também resistências internas sobre a compulsão para que haja maiores possibilidades de evolução no tratamento.

Fonte: Davi Tomasi psicólogo clínico, consultor em dependência química, especialista em psicológica comportamental e cognitiva, dependência química neurociência e aprendizagem e psicoterapia breve operacionalizada