Blog Clínica de Recuperação

O Alcoolismo e os Fatores genéticos

O Alcoolismo e os Fatores genéticos

Do ponto de vista médico, o alcoolismo é uma doença crônica, com aspectos comportamentais e socioeconômicos, caracterizada pelo consumo compulsivo de álcool, na qual o usuário se torna progressivamente tolerante à intoxicação produzida pela droga e desenvolve sinais e sintomas de abstinência, quando a mesma é retirada.

O álcool causa dependência não seja a próxima vítima

O álcool causa dependência não seja a próxima vítima

Apesar de ser aceito pela sociedade, o álcool oferece uma série de perigos tanto para quem o consome quanto para as pessoas que estão próximas. Por essa razão o consumo abusivo de álcool é uma questão de saúde pública. Parte dos acidentes de trânsito, comportamentos antissociais, violência doméstica, ruptura de relacionamentos e problemas no trabalho são provenientes do uso nocivo de álcool.

10 doenças causadas pelo alcoolismo

10 doenças causadas pelo alcoolismo

Conheça as doenças causadas pelo alcoolismo Além de ser uma doença, o alcoolismo pode favorecer o aparecimento de várias outras. Aliás, é muito comum que o alcoolista só reconheça que precisa ajuda quando há o diagnóstico de outra (s) patologia (s). Separamos 10 doenças causadas pelo alcoolismo para você conhecer:

Alcoolismo Ajuda Emocional e terapias complementares

Alcoolismo Ajuda Emocional e terapias complementares

O alcoolismo é um problema de saúde complexo e, segundo especialistas, o tratamento deve ser eclético. Isso significa que os cuidados com o paciente devem vir de diferentes áreas, como, a psicologia, a psiquiatria, a enfermagem, a educação física, entre outras, para conquistar a recuperação de maneira plena.Pois cada indivíduo possui uma necessidade. Dentro dessas abordagens, uma que vem demonstrando grande êxito no tratamento do alcoolismo é a psicoterapia.

O Uso de álcool entre jovens e o Alcoolismo na juventude

O Uso de álcool entre jovens e o Alcoolismo na juventude

Alcoolismo nunca foi problema exclusivo dos adultos. Pode também acometer os adolescentes. Hoje, no Brasil, causa grande preocupação o fato de os jovens começarem a beber cada vez mais cedo e as meninas, a beber tanto ou mais que os meninos. Pior, ainda, é que certamente parte deles conviverá com a dependência do álcool no futuro.

Sintomas de Depressão – Depressão: doença que precisa de tratamento

Sintomas de Depressão – Depressão: doença que precisa de tratamento

Depressão não é tristeza. É uma doença que precisa de tratamento. Cerca de 18% das pessoas vão apresentar depressão em algum período da vida. Quando o quadro se instala, se não for tratado convenientemente, costuma levar vários meses para desaparecer. Depressão é também uma doença recorrente. Quem já teve um episódio na vida, apresenta cerca de 50% de possibilidades de manifestar outro; quem teve dois, 70% e, no caso de três quadros bem caracterizados, esse número pode chegar a 90%. A depressão é uma patologia que atinge os mediadores bioquímicos envolvidos na condução dos estímulos através dos neurônios , que possuem prolongamentos que não se tocam. Entre um e outro, há um espaço livre chamado sinapse, absolutamente fundamental para a troca de substâncias químicas, íons e correntes elétricas. Essas substâncias trocadas.

Beber não ajuda a esquecer problemas e reforça lembrança ruim, diz estudo

Beber não ajuda a esquecer problemas e reforça lembrança ruim, diz estudo

Quem acredita no ditado "beber para esquecer" pode ficar decepcionado com os resultados de um estudo publicado este mês na revista "Translational Psychiatry" . Segundo pesquisadores da Universidade Johns Hopkins (EUA), o consumo de álcool não só não ameniza ou acaba com as memórias ruins, como as reforça no cérebro.

Bulimia nervosa: como reconhecê-la e as possíveis consequências

Bulimia nervosa: como reconhecê-la e as possíveis consequências

A bulimia nervosa é um transtorno alimentar psicológico que ameaça seriamente a vida. Consiste em comer uma quantidade anormal de comida em um curto período de tempo, e depois sentir a urgência de expulsar o que foi consumido, com o objetivo de não ganhar peso.

Tratamento do abuso de drogas e doença mental

Tratamento do abuso de drogas e doença mental

É difícil saber o que veio primeiro para os indivíduos que lutam contra o vício em drogas e a doença mental. Os usuários de drogas podem experimentar sintomas de doenças mentais, como psicose, pânico, depressão, mania e flutuações de humor. Buscando alívio dos sintomas da doença mental também pode levar ao abuso de drogas. Tanto a doença mental quanto o abuso de drogas compartilham as mesmas causas:

Entenda o comportamentos compulsivos

Entenda o comportamentos compulsivos

Muita gente imagina que os comportamentos compulsivos estão apenas associados a drogas como álcool, maconha, cocaína e nicotina, por exemplo. De fato, dependentes de droga manifestam esse tipo de comportamento, mas a compulsão não está relacionada exclusivamente com o uso de substâncias químicas. Pode estar ligada a outras situações que provocam prazer, como fazer compras ou passar horas em frente do computador. Quem não conhece pessoas que compram compulsivamente, estouram o limite do cartão de crédito, do cheque especial e a conta no banco de uma forma deletéria para si mesmas. Quem não tem notícia de gente que permanece horas em frente do computador e se esquece de comer, de falar com os amigos, de prestar atenção nos filhos. Esses comportamentos, tanto quanto os relacionados com o uso de drogas...

Como lidar com a Síndrome de Abstinência alcoólica?

Como lidar com a Síndrome de Abstinência alcoólica?

Quando uma pessoa que ingere bebidas alcoólicas constantemente diminui ou fica totalmente sem a bebida de uma hora para outra pode apresentar alguns sintomas e sinais que são chamados de Síndrome de Abstinência do Álcool.

Meu filho é um dependente químico e agora?

Meu filho é um dependente químico e agora?

Onde foi que eu errei? Consideravelmente, uma das facetas do tratamento da Dependência Química é o apoio e a orientação à família. Inevitavelmente o choque inicial, o fato de que “aquelas suspeitas” que os pais tinham e agora foram confirmadas, e a realidade antes tão difícil de ser admitida, está escancarada. Diante da descoberta de fatos tão dolorosos, muitos pais se vêm carregados de culpas, arrependimentos e maneiras de encontrar respostas que expliquem a situação.